Saiba quais são os melhores telefones com Wifi no mercado

A revista Information Week publicou recentemente uma interessante reportagem fazendo uma comparação de praticamente todos os telefones equipados com Wifi que estão no mercado. A tecnologia de telefones com GSM / Bluetooth / Wifi já é uma tendência mundial e muitos fabricantes já começaram a produzir seus aparelhos. Aqui na Europa é comum navegar pelo celular através de Wifi, principalmente em aeroportos e salas de conferência.

Em 2007, muitas empresas já estão fazendo testes com telefones equipados com Wimax. Estive presente na feira 3GSM World Conference em Barcelona e estava repleto de stands com aparelhos Wimax. Preparem-se porque o mercado vai aquecer até o fim do ano.

Leia a reportagem na íntegra: Wi-Fi Phone Buyer’s Guide

Chile terá 98% de cobertura Wimax em 2007

Notícia enviada pela Assessoria de Imprensa da TelMex do Chile, Danica Radnic Mira.

TELMEX, empresa de telecomunicaciones líder en América Latina, ya cuenta con la concesión de servicio público de telefonía local inalámbrica nacional, solicitada a la Subsecretaría de Telecomunicaciones de Chile en julio de 2004. En diciembre de ese año, se llamó a concurso público para otorgar esta concesión, en la banda de frecuencias 3.400 – 3.600 MHz. Sin embargo, en esa misma fecha comenzó un largo proceso judicial que se extendió hasta noviembre de 2006, cuando la Corte de Apelaciones falló a favor de Subtel, por lo que el 3 de enero de 2007 se publicó en el Diario Oficial el Decreto con el que se formalizó la adjudicación de la concesión para que TELMEX pueda operar con tecnología WiMax, en las frecuencias antes señaladas.

Eduardo Díaz Corona, gerente general de TELMEX en Chile, señaló: “Estamos muy orgullosos por este gran logro de la empresa. TELMEX cumplió exitosamente con el concurso público realizado, tanto por la fortaleza del proyecto, como por la cobertura del mismo. Hoy ya es toda una realidad y Chile se verá beneficiado con una tecnología de primer nivel, que para fines de 2007 será capaz de cubrir al 98% de la población”.

Telmex inició un despliegue a nivel nacional, con la instalación de la primera red inalámbrica completamente IP en Chile, basada en el estándar WiMax (Worldwide Interoperability for Microwave Access). Para fines de este año, TELMEX tendrá cubierta con esta red inalámbrica más del 91% de las comunas del país, desde Arica a Punta Arenas incluyendo Isla de Pascua, y al 98% de la población de Chile, lo que se traduce en dotar al país con una infraestructura tecnológica de primer nivel y a precios muy competitivos; así como también, será una real alternativa de telecomunicaciones para más de 500.000 empresas de todo Chile. Este proyecto considera inversiones por más de US$ 15 millones en la fase inicial de cobertura.

De esta forma, TELMEX está en el proceso de dotar a Chile con una infraestructura de última generación en telecomunicaciones, que apoya la competitividad de sus empresas, al tiempo que ratifica su compromiso con el país, a través de inversiones sólidas y de largo plazo que permiten disminuir la brecha digital y hacer de Chile un país más competitivo en el nuevo entorno de globalización mundial.

Como quebrar a senha WEP de uma rede Wifi?

Fazendo uma rápida consulta no Google pela frase “How to crack wep”, tenho a incrivel resposta de 1.720.000 resultados possíveis, ou seja tem muita gente querendo saber como quebrar o WEP. Aqui nesse post, coloco algumas ferramentas que auxiliam e muito no processo de obtenção da chave.
Para Windows: atualmente, existem poucas ferramentas para Windows que fazem isso, por várias causas mas a principal delas é que é mais difícil capturar pacotes, e claro que para quebrar uma chave WEP, você tem que capturar cerca de 3 milhões de pacotes. Uma ferramenta que pode funcionar em Windows é a WepLab.
Se você tem um MAC e o kisMAC em mãos, assista este vídeo e veja como as redes wifi são simples de quebrar. Em menos de 10 minutos se pode obter a senha.
Já em Linux, tudo é mais fácil, através de vários ferramentas você pode obter a tão sonhada chave WEP. Algumas ferramentas que auxiliam e muito são: kismet, aircrack, wepcrack, weplab entre outras.
Lembrando que para quebrar uma senha WEP, sua placa de rede deve estar funcionando em modo promíscuo, ou seja, ela deve capturar paquetes de todos os tipos, de todos que estão em volta.
Coloco aqui tambem um artigo muito bom, mais que uma receita de bolo, em inglês.

Atualização:

Quebrar a senha WEP é ao mesmo tempo fácil e difícil porque depende muito do tamanho da chave WEP e do tráfego que tenha a rede. Aqui vão os principais passos para quebrar a senha:

1 – Escolher a placa de rede sem fio adequada. Como vamos utilizar a placa em modo “monitor” ou “promiscuo”, a placa tem que ter a habilidade de capturar pacotes e também de gerar tráfego, o que nem todas fazem. Por isso, aconselho utilizar chipsets Atheros, que permitem fazer tudo. Ultimamente, os notebooks estão vindo com a placa de rede Intel Pro Wireless 3954 a/b/g. Com essa placa, também é possivel quebrar a senha WEP.

2 – O segundo passo é baixar os softwares que serão utilizados. Temos duas opções, baixar separadamente ou usar um kit que já tenha tudo. Eu prefiro utilizar um CD bootável que já vem com tudo pronto. O CD chama WifiSlax, que já vem com AirCrack-ng, Airodump-ng, Kismet e assistência para vários chipsets, que são os softwares utilzados para quebrar a senha.

3 -Dar o boot com o CD WifiSlax e o primeiro que tem que fazer é colocar a placa sem fio em “monitor mode”. Isso pode ser feito através do seguinte comando:

iwconfig “interface” essid any mode Monitor

4 – Uma vez que a placa já esteja em modo promíscuo, abrimos o Kismet para escolher a rede que queremos quebrar a chave WEP. Neste passo você tem que anotar o endereço MAC do ponto de acesso (AP), que também é conhecido como BBSID.

5 – Pronto, agora é rodar o airodump-ng e capturar pacotes. Se a senha WEP for de 64 bits, você vai necessitar de uns 25 mil “data”. Se a chave for de 128, ai 100 mil pacotes serão necessários. Caso a rede escolhida não tenha muito tráfego, você pode utilizar o software airreplay-ng que gera tráfego na rede.

6 – Após capturar esse tráfego, que nem sempre é fácil assim, rodar o aircrack-ng com o arquivo que capturou os pacotes e pimba. Por combinação, ele te mostrará a senha WEP.

Espero que tenha sido útil esse mini tutorial. Se tiverem dúvidas, podem perguntar que já fiz isso várias vezes e realmente funciona.